Conselho

Como lidar com doenças e pragas da uva, o que fazer e o que pulverizar

Como lidar com doenças e pragas da uva, o que fazer e o que pulverizar


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

As uvas são consideradas uma cultura despretensiosa e bastante fácil de cultivar no jardim. No entanto, apesar disso, os jardineiros muitas vezes se deparam com várias doenças da uva, que podem prejudicar a planta e afetar negativamente o nível de rendimento. É recomendável que você se familiarize com as principais doenças da uva e os métodos de sua eliminação com antecedência.

As doenças mais comuns da uva

Existem várias doenças principais que aparecem com mais frequência durante o cultivo de uvas.

Folha de rubéola

Essa patologia surge na primeira metade do verão ou em maio, quando não chove e o tempo é seco. Com o desenvolvimento da doença, apenas as folhas da uva são afetadas. É fácil identificar a rubéola foliar em tempo hábil. Para isso, basta se familiarizar com suas principais características, que incluem:

  • o aparecimento nas folhas de uma flor de laranjeira, que externamente se parece com ferrugem;
  • queda das folhas antes do início da formação do fruto;
  • o aparecimento de manchas vermelhas na lâmina foliar.

Septoríase

Outra patologia comum que afeta arbustos de videira é a septoria. Na maioria das vezes, a doença afeta as variedades de noz-moscada da cultura da uva. Com o desenvolvimento de septórios, as folhas são cobertas por manchas marrons e há bolor na parte inferior.

Escorioz

Essa doença é considerada perigosa, pois afeta todas as partes da planta. Devido à patologia, brotos e folhas estão completamente cobertos com manchas escuras. A escoriose se desenvolve em condições de alta umidade em meados da primavera. Se você não iniciar o tratamento a tempo, as mudas de uva morrerão.

Oidium

Essa patologia fúngica é encontrada por muitos jardineiros que cultivam uvas. No início, a doença se espalha apenas para as folhas, mas depois aparecem os sinais de oídio nas inflorescências, caules e frutos. O desenvolvimento da doença é facilitado pela alta temperatura do ar, cujos valores ultrapassam os 20 graus. Portanto, na maioria das vezes os sinais de oídio aparecem na primavera ou no verão.

Uma flor branca aparece nos arbustos infectados, que escurece gradualmente. Além disso, os sinais da doença incluem folhas retorcidas, escurecimento e apodrecimento dos brotos.

Variedades de doenças

Existem diferentes variedades de doenças da uva que são mais conhecidas com antecedência.

Viral

As patologias virais são muito perigosas e, portanto, é recomendável tratá-las imediatamente após seu aparecimento. Patologias desse tipo são transmitidas por carrapatos, nematóides e outras pragas sugadoras. Os patógenos também podem ser transmitidos por meio de mudas infectadas ou ferramentas de jardinagem.

As plantas infectadas com patologias virais crescem lentamente e dão frutos pobres. Suas folhas são cobertas por manchas amarelas e se curvam gradualmente.

Lesões fúngicas

O agente causador das doenças fúngicas é ativado no verão, em altas temperaturas. A doença fúngica mais comum da videira é a escu, na qual a superfície das folhas fica marrom. No entanto, essas patologias afetam não apenas as folhas, mas também os frutos. Os bagos infectados ficam castanhos e murcha. Se a planta não for curada a tempo, ela morrerá.

Doenças não comunicáveis

As doenças que não aparecem devido a patógenos bacterianos, virais ou fúngicos não são infecciosas. Seu desenvolvimento é facilitado por condições climáticas desfavoráveis, solo de baixa qualidade ou infértil e cuidados inadequados.

Os sinais comuns de patologias não infecciosas incluem o aparecimento de espinhas nas folhas. Além disso, pequenas manchas brancas podem aparecer em sua superfície, que irão escurecer gradualmente.

Bacteriana

As plantas são infectadas com doenças bacterianas por meio de ferramentas de jardim infectadas, solo ou arbustos infectados que crescem nas proximidades. Patologias comuns neste grupo incluem o câncer bacteriano, no qual crescimentos amarelados se formam nas folhas.

É impossível curar mudas de uva e, portanto, todos os arbustos infectados deverão ser desenterrados e imediatamente queimados.

Pragas

As pragas da uva são tão perigosas quanto suas principais doenças. Entre as pragas comuns da videira, destacam-se a folha e a raiz da filoxera. O inseto infecta as folhas e suga o suco delas, o que leva ao esgotamento e à morte das mudas.

Outra praga perigosa que afeta as mudas de uva é a coceira. Esse inseto é praticamente invisível, pois seu comprimento é de apenas 0,1 mm. Atinge a parte inferior das folhas, por isso fica coberta de teias de aranha. Primeiro, a coceira atinge as folhas localizadas na parte inferior das uvas e depois vai para o topo.

Como tratar doenças em uvas?

Após a identificação de sinais de pragas ou patologias nos bagos, é necessário familiarizar-se com o tratamento. O tratamento dos pés de uva não deve ser atrasado, pois podem morrer. Portanto, imediatamente após a detecção das doenças, começa a luta contra elas.

Ao tratar arbustos, é recomendado o uso de preparações fungicidas eficazes:

  • "Stroby". O produto é produzido na forma de grânulos, que são dissolvidos em um líquido antes do uso. A solução para pulverização é feita 1-2 horas antes do procedimento. Para isso, um grânulo é dissolvido em um recipiente de dez litros com água. Pulverize as folhas com uma solução de Strobi duas vezes por semana.
  • "Polykhom". Este fungicida é considerado eficaz porque tem um efeito complexo. Existem várias maneiras de usar "Polychoma", mas na maioria das vezes é usado para criar uma solução. Tratando as uvas com esta preparação, é possível eliminar a ferrugem, o oídio e a requeima.

Remédios populares eficazes

Os viticultores com experiência costumam usar remédios populares para tratar os arbustos de videira plantados. Os remédios populares comuns para o tratamento de plantas incluem o seguinte:

  • Infusão feita de esterco de vaca. A pulverização regular de mudas com esse líquido eliminará quaisquer pragas nas folhas. Para preparar a solução, dois litros de esterco são adicionados a um balde de água. Em seguida, canudo muito maduro é adicionado a um recipiente com líquido. A mistura preparada é borrifada com uvas a cada 8-9 dias.
  • Infusão de alho. Um remédio feito de alho pode eliminar muitas patologias virais e fúngicas. Para criar uma tintura, duas cabeças de alho são esmagadas e misturadas com 5 litros de água e 40 gramas de sabão.
  • Solução de leite. Ao criar esse produto lácteo, você terá que misturar 20 gotas de iodo com um litro de leite e 8 litros de água. Em seguida, o líquido é infundido por uma hora e meia e usado para pulverização.

As variedades mais resistentes

Para não se tratar do tratamento da uva, opta-se pelo plantio de variedades resistentes a pragas e doenças. Esses incluem:

  • Arroz. Uma planta alta que pode crescer até 2-3 metros de altura. A variedade distingue-se pelos pequenos bagos com um diâmetro de cerca de 20 mm e um peso de 5 a 6 gramas. As vantagens do Risus incluem resistência a insetos e patologias comuns.
  • Laura. A variedade é popular entre os jardineiros que cultivam uvas de mesa por conta própria. As características de Laura incluem a segurança da safra colhida, que não se deteriora por cerca de 2-3 semanas. Também entre as vantagens deve ser destacada a resistência às geadas e requeima.
  • Danko. Esta casta distingue-se pelos arbustos vigorosos e grandes bagos, colhidos em cachos cilíndricos. O Danko é adequado para cultivo na faixa do meio, uma vez que lida bem com a geada.

Medidas preventivas

A prevenção de doenças é muito importante, pois reduz a probabilidade de infestação de uvas. Portanto, ao cultivar arbustos de uva, deve-se adotar procedimentos preventivos.

Para proteger as mudas de pragas e patógenos, você terá que cavar regularmente a área e limpar as ervas daninhas com folhas secas. Toda folhagem seca com grama deve ser queimada no outono ou retirada do local.

Além disso, para melhorar as propriedades protetoras das uvas, será necessário alimentá-las periodicamente com fertilizantes. No verão, os arbustos são alimentados 2 a 3 vezes com fertilizantes minerais e matéria orgânica. Além disso, os arbustos podem ser tratados com um agente especial "Topázio", que previne o desenvolvimento de doenças virais e bacterianas.

Conclusão

No cultivo de uvas, muitos enfrentam doenças e pragas perigosas que prejudicam a produtividade. Para proteger as mudas de uva, você terá que se familiarizar com antecedência com as principais doenças e pragas, bem como as formas mais eficazes de eliminá-las.


Assista o vídeo: Como combater a mosca da fruta - Rio Grande Rural (Outubro 2022).