Conselho

O que fazer se as pernas de um pato se separam e qual é a razão

O que fazer se as pernas de um pato se separam e qual é a razão


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Um problema comum enfrentado pelos proprietários de patos é a morte de animais jovens em suas patas. Esse fenômeno é explicado por vários motivos, incluindo doenças infecciosas, deficiência de vitaminas, alimentação pouco saudável e assim por diante. Cada proprietário deve saber o que fazer se as patas do pato se separarem. Se o tratamento adequado não for fornecido a tempo, a ave pode morrer.

Por que um patinho tem patas se afastando?

Os especialistas identificam três razões principais pelas quais um pato começa a cair sobre as patas:

  1. Dieta desequilibrada.
  2. Patologias invasivas.
  3. Lesão infecciosa.

Os veterinários também chamam os seguintes fatores provocadores:

  • violação do equilíbrio de oligoelementos;
  • falta de aminoácidos;
  • avitaminose;
  • envenenamento do corpo (tóxico, químico, biológico);
  • violação das regras de manutenção (a ordem da caminhada livre, garantindo um microclima confortável, etc.);
  • superlotação na sala onde estão os patos.

Se um sintoma for encontrado, é necessário examinar o animal em busca de danos e outras manifestações visíveis da doença. Se eles não forem encontrados e o problema persistir, você deve entrar em contato com o seu veterinário.

Dieta desequilibrada

A nutrição inadequada provoca deficiência de vitaminas. A falta de vitaminas e minerais leva à morte dos patinhos com a idade de um mês. Além disso, os animais jovens sofrem de várias doenças, o crescimento dos animais diminui, as patas e o bico perdem a cor, as membranas mucosas inflamam e as patas da ave afastam-se. Outros sintomas de deficiência de vitaminas são perda de peso, letargia, mudança de comportamento - os animais começam a arrancar as penas uns dos outros.

Patologias invasivas

Se as pernas da ave estão se afastando, a causa pode ser uma infestação parasitária interna ou externa. O primeiro inclui vermes, a segunda categoria inclui piolhos, carrapatos e piolhos mastigáveis. Além desse sintoma, um pato doente tem diarreia, penas caem, o apetite desaparece e a produção de ovos diminui.

A atividade vital dos parasitas reduz a imunidade do indivíduo e, se não for tratada, o pato pode morrer.

Lesão infecciosa

As infecções são especialmente perigosas porque podem matar um rebanho inteiro. As doenças mais comuns entre os patos são:

  • hepatite;
  • salmonelose;
  • aspergilose;
  • tuberculose;
  • coccidiose.

As infecções geralmente entram nos patinhos junto com os filhotes comprados de um criador não verificado. Outra razão para a propagação da doença é a falta de vacinas.

O que nós temos que fazer?

A primeira coisa a fazer se as pernas da ave começarem a se separar é separar os patos doentes do resto do gado e chamar um veterinário. Se os ectoparasitas são a causa, você precisa processar o animal, bem como o quarto onde estão os pássaros. Para desinfetar os patinhos, utiliza-se permanganato de potássio, cal ou óleo de motor. Após uma semana, o procedimento é repetido.

Opinião de um 'expert

Zarechny Maxim Valerievich

Engenheiro agrônomo com 12 anos de experiência. Nosso melhor especialista em chalés de verão.

Para eliminar parasitas de um animal, meios como "Deltametrina", "Butoks" são usados. É importante seguir as recomendações do veterinário e seguir rigorosamente as instruções de uso do medicamento.

Para livrar o pato dos carrapatos, as áreas problemáticas são tratadas com vaselina bórica. O curso do tratamento é de uma semana. No total, são três desses cursos, realizados a cada 20 dias.

Para repor a deficiência de vitaminas, os seguintes produtos são adicionados à dieta dos animais:

  • gordura de peixe;
  • cenoura;
  • farinha de osso;
  • queijo tipo cottage;
  • ovos;
  • cascas de ovo.

Os patos-reais adultos também recebem milho, abóbora, abobrinha e batatas. Para evitar a superabundância de um ou outro componente, é necessário monitorar a quantidade e a frequência do consumo de alimentos - os aditivos não devem ser muito volumosos e devem ser administrados em porções.

Quanto às infecções, o tratamento é prescrito dependendo do diagnóstico:

  1. Aspergilose. A terapia é realizada com uma solução fraca de sulfato de cobre. Também designe "Nistatina".
  2. Tuberculose. Não é tratado, então os animais doentes são abatidos e eliminados. Produtos obtidos de tais patos não devem ser consumidos.
  3. Hepatite. Perigoso para animais jovens até duas semanas de idade. O tratamento é ineficaz.

Profilaxia

Para prevenir o aparecimento de parasitas externos e internos, é necessário:

  • mantenha os patinhos, bebedouros e recipientes de comida limpos;
  • para fazer cama, use absinto, agulhas e outras ervas que espantam os parasitas;
  • enviar aves recém-adquiridas para a quarentena (pelo menos por 3-4 dias);
  • os tanques de banho devem ser enchidos com cinzas e areia e instalados no exterior;
  • controlar a qualidade da ração, diversificar a dieta alimentar;
  • elimine a umidade, o frio, o calor excessivo do ambiente;
  • realizar regularmente o tratamento de aviários de parasitas (os animais também devem ser submetidos a este procedimento);
  • em caso de manifestações suspeitas, examine cuidadosamente as aves e, se necessário, entre em contato com o veterinário;
  • vacinar animais;
  • manter os animais jovens separados dos pássaros adultos;
  • excluir o contato de patos com outros animais.

Casos em que as patas dos patinhos estão pateando não são incomuns. É importante estabelecer corretamente a causa e conduzir uma terapia competente. Para evitar problemas, medidas preventivas devem ser seguidas.


Assista o vídeo: Acentuação com Celso Silva (Pode 2022).