Conselho

Por que o vinho parou de tocar antes do tempo e o que pode ser feito em casa

Por que o vinho parou de tocar antes do tempo e o que pode ser feito em casa


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Fazer vinho em casa é uma verdadeira arte, uma tradição de família. Preparar uma bebida deliciosa pela primeira vez não é fácil. É importante seguir a tecnologia, ter experiência em vinificação e saber selecionar matérias-primas. O processo de fermentação pode não ocorrer de acordo com o planejado se houver um erro ou se um ingrediente for selecionado incorretamente. E se o vinho parar de tocar e o borbulhar parar antes do tempo? Considere os erros comuns cometidos por vinicultores novatos.

Por que o vinho de uva caseiro não fermenta?

Existem várias razões que podem interromper o processo de fermentação natural. Em primeiro lugar, é necessário prestar atenção ao regime de temperatura e às condições criadas para a liberação de dióxido de carbono. O sucesso na difícil tarefa de fazer vinho caseiro depende também da qualidade da levedura e do material original do vinho, da quantidade de açúcar e do aperto do recipiente.

No processo de preparação de uma bebida caseira, você precisa se livrar da pressa e da confusão. Se o vinho não fermentar uma hora depois de colocar todos os ingredientes no recipiente, isso não significa problemas. Dependendo das castas e do tipo de bagas dos vinhos de fruta, o início do processo de libertação de dióxido de carbono pode ser diferente: de 24 horas a 72 horas. Se durante este período não se formaram as bolhas desejadas, é necessário começar a procurar o motivo da falta de fermentação.

Qualidade de fermento

Para iniciar o processo de fermentação do vinho de uva, deve-se adicionar fermento. Eles devem estar "vivos" e cumprir a data de validade. O fermento seco não é recomendado.

Antes de adicionar o fermento ao mosto, ele deve ser amolecido e ativado. Enólogos experientes adicionam suco de laranja ou suco de videira viva a um copo de água fervida limpa em temperatura ambiente. Demora cerca de 40 minutos para embeber o fermento nesta mistura. Quando o fermento inicial é adicionado ao mosto, a temperatura dos líquidos de junção é nivelada.

Falha em observar a temperatura para ativar o processo

As leituras de temperatura para iniciar o processo de fermentação são extremamente importantes. É inaceitável criar diferenças de temperatura. Antes de despejar o fermento no mosto, os valores de temperatura dos dois líquidos são combinados, o vinho deve ser infundido quente. Uma razão comum para a violação do processo de fermentação é a incompatibilidade das temperaturas do mosto e da cultura inicial de levedura.

A temperatura recomendada para a fermentação é de +25 C. Em temperaturas abaixo de +18 C, o processo de evolução do dióxido de carbono no mosto diminui significativamente, a pressão no recipiente cai e o número de bolhas diminui.

Diferenças de temperatura

Após um início bem sucedido da fermentação, é importante manter a temperatura nos recipientes durante todas as etapas da vinificação e verificar regularmente a estanqueidade.

Se houver um salto de temperatura acima de +30 C ou uma queda brusca de temperatura abaixo de +15 C, é necessário adicionar novamente a cultura de levedura. O enólogo deve realizar um monitoramento diário da temperatura. Prepare um termômetro de água com antecedência.

Por que o vinho parou de tocar antes do tempo?

Se a fermentação parar abruptamente após 2 dias, você precisa tomar medidas urgentes para eliminar a causa e iniciar o processo novamente. Se as bolhas pararem de se destacar após uma semana, o processo de fermentação pode ter terminado ou o vinho está azedo.

Considere as razões para a cessação da emissão de dióxido de carbono, analise os erros de vinicultores novatos.

A vedação hidráulica não está apertada

Nesse caso, o processo de fermentação pode continuar, mas só a pessoa não verá as bolhas de gás e a luva não “ficará em pé”. O fato é que o gás carbônico emitido vai escapar pela fenda do selo hidráulico, isso é muito ruim, a pressão é violada, microorganismos patogênicos e bactérias começam a penetrar na garrafa.

O perigo deste fenômeno reside na acidificação do vinho, a pressão necessária no recipiente cai rapidamente. Se a estanqueidade não for restaurada, o vinho ficará irremediavelmente estragado.

Nota: os enólogos experientes revestem as juntas da veneziana com plasticina ou massa.

Freqüentemente, não é recomendado abrir recipientes. A garrafa é aberta para procedimentos técnicos: remoção de espuma, adição de ingredientes adicionais, açúcar.

Depois de adicionar açucar

Se o processo de fermentação parar imediatamente após a adição do adoçante, é muito cedo. O açúcar é um componente importante do processo de fermentação. Com a sua falta, a levedura não tem "combustível" suficiente, a liberação de dióxido de carbono cessa. Mas você não pode ir muito longe com a sacarose, porque o açúcar é um conservante natural que pode transformar o mosto em geleia.

O teor de açúcar recomendado no fermento é de 15%. Não é difícil verificar este indicador, um densímetro ajudará o iniciante.

Após a separação do purê

Se a consistência do mosto após a mosturação e filtração for muito espessa, o processo de fermentação será interrompido. Este problema é relevante para vinhos de frutas e bagas de groselha, chokeberry, groselha e morango.

O mosto espesso deve ser diluído com água até atingir a temperatura recomendada, mas sua quantidade não deve exceder 15% do volume total do vinho.

Mofo

O processo de vinificação deve ser estéril. Todas as manipulações com o recipiente são feitas com luvas e as mãos bem lavadas. O frasco de vidro deve ser esterilizado em estufa ou banho-maria. Quando microorganismos patogênicos entram no vinho, o mosto se forma. Na maioria das vezes, esse fenômeno negativo é observado com uma tampa do obturador mal fechada.

Um dos primeiros sinais de formação de bolor é uma película na superfície do líquido do vinho, o número de bolhas é drasticamente reduzido.

Como você pode saber se a fermentação parou?

O primeiro sinal visual de falta de fermentação é a ausência de bolhas de dióxido de carbono. A ausência de fermentação pode ser determinada por uma série dos seguintes processos:

  • Não há cliques e chiados na veneziana do contêiner.
  • Um sedimento se formou no fundo da garrafa, as bolhas pararam de se formar.
  • A luva caiu.
  • Chegou a hora do fim da fermentação, o vinho ficou claro.

Se o vinho estiver maduro, você não deve entrar em pânico, os sinais do fim do processo de fermentação natural incluem:

  • Sedimento de fermento no fundo da garrafa.
  • Sem bolhas.
  • Clarificação natural do vinho.

Se a fermentação parou antes de começar, então é necessário tomar medidas e eliminar a causa da falha, reiniciar o processo. Caso contrário, o vinho azedará, o mosto terá de ser eliminado.

O que fazer em tal situação?

A fermentação só pode ser iniciada após a identificação do motivo do seu término. Se usar pouco açúcar, então sua quantidade deve ser aumentada; se houver muito adoçante, então o mosto deve ser diluído em água.

Quando se forma bolor, o mosto é filtrado, acrescenta-se fermento e açúcar, despeja-se em um recipiente esterilizado, fechando-se hermeticamente a veneziana. Nesse caso, você ainda pode fazer o vinho fermentar novamente, é melhor não usar essa bebida para armazenamento.

Se o vinho estiver irremediavelmente estragado, recomenda-se destilar o vinho em álcool ou fazer aguardente caseira. O vinagre de vinho é feito de vinho fermentado.

É possível salvar uma bebida "doente", retomando a fermentação com a adição de vinho jovem com um processo de fermentação imperturbado. Mas esse vinho deve ser consumido em pouco tempo, a bebida não é adequada para armazenamento.

Medidas preventivas

É melhor prevenir qualquer problema do que procurar a causa e corrigir rapidamente o defeito. Considere as regras para fazer vinho caseiro e maneiras de evitar o azedamento de uma bebida alcoólica:

  • As etapas de preparo da bebida devem ser estéreis: os recipientes são esterilizados, as mãos são bem lavadas.
  • O contato do ar com o mosto é inadmissível, é importante fechar bem a garrafa.
  • Observe as proporções dos ingredientes na receita.
  • Todos os dias, é realizada uma inspeção visual do contêiner.
  • Mantenha a temperatura no mesmo nível.
  • Eles usam fermento vivo e matérias-primas comprovadas para o futuro vinho.

Se você seguir essas regras, o processo de fabricação do vinho caseiro será divertido e o resultado será de alta qualidade. Preste atenção que a tecnologia para fazer vinho caseiro a partir de uvas ou frutas vermelhas será diferente, assim como a quantidade de açúcar necessária. Um termômetro e um hidrômetro são preparados com antecedência, esses assistentes são necessários tanto para iniciantes quanto para vinicultores experientes.


Assista o vídeo: Jota Quest - Você Precisa de Alguém Acústico ft. Marcelo Falcão (Pode 2022).