Conselho

Quantos cavalos podem viver em casa em média, tabela de indicadores

Quantos cavalos podem viver em casa em média, tabela de indicadores



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Resistentes, graciosos e leais, os cavalos são animais de estimação desejáveis ​​para muitos proprietários. Um pônei em miniatura ou um cavalo aristocrata sofisticado é perfeitamente capaz de se tornar para uma pessoa não apenas um animal de estimação, mas também um verdadeiro amigo verdadeiro. E para que esses amigos se deliciem com sua presença o máximo possível, é útil saber quanto tempo vivem os cavalos domésticos e selvagens?

Vida média de um cavalo

Pesquisadores de cavalos (hipologistas) e criadores de cavalos discordam sobre a expectativa de vida desses animais. De acordo com uma opinião, essas criaturas vivem de 25 a 30 anos. Outros especialistas têm certeza de que os cavalos podem viver de 35 a 40 anos.

Deve ser entendido que não existe uma figura única. É impossível comparar um indivíduo que cresceu na selva e um cavalo de raça pura, que um proprietário amoroso cria cuidadosamente para exposições. O número de anos vividos por um garanhão reprodutor e um cavalo esportivo também será diferente, embora ambos estejam sob cuidados humanos. Considerando tudo isso, os cavalos podem ficar com seu dono por 15 a 40 anos. Mas de forma alguma todo animal é capaz de viver até uma idade tão venerável.

Na natureza selvagem

Um cavalo selvagem vive proporcionalmente menos do que um cavalo doméstico. E tudo porque os indivíduos selvagens precisam sobreviver em um clima hostil, se adaptar aos caprichos da natureza e se proteger dos predadores. Mustangs intactos se alimentam com parcimônia, especialmente no inverno. Muitos indivíduos morrem de doenças e infecções, pois não há ninguém para tratar essas criaturas.

Você sabia? Dos potros selvagens nascidos em um ano, apenas 30% sobrevivem até a maturidade. O restante morre de doenças, predadores e ferimentos.

O clima também é considerado importante. Os cavalos que vivem em regiões quentes vivem 10 anos a mais do que os que sobrevivem no vasto Norte. Aqui, muitos mustangs morrem antes de atingirem a idade de dez anos. Em média, os cavalos selvagens vivem de 15 a 20 anos. Os "sulistas" podem viver até 25 anos, e os "nortistas" - até 15 ou menos.

Em casa

Cavalos que vivem perto de humanos têm maior probabilidade de envelhecer. Afinal, o dono cuida da alimentação, protege das intempéries e cura doenças. A expectativa de vida dos indivíduos domésticos é de cerca de 20-25 anos, com bom atendimento - 35-40 anos.

Que fatores podem influenciar a longevidade?

A longevidade dos cavalos domésticos depende de vários fatores. Isso inclui a qualidade do cuidado com o animal, as condições em que é mantido e o grau de estresse que exerce.

Condições de detenção e cuidados

A longevidade do cavalo está intimamente relacionada com as condições em que é mantido. O criador deve ter em mente vários fatores importantes:

  1. Seque e limpe no estábulo. Os cavalos adoecem mais rápido quando estão em uma casa úmida e imunda. Nestes animais, as pernas incham e as articulações inflamam.
  2. Cuidados com os dentes e cascos. Deixar de mastigar alimentos sólidos pode levar à exaustão e cólicas. O proprietário de um cavalo idoso deve prestar atenção especial aos dentes. Afinal, aos 20 anos, os dentes de um animal podem se desgastar, o que dificulta a mastigação de um animal idoso. Para prevenir esses problemas, o cavalo deve ser examinado anualmente por um veterinário. Um especialista range os dentes dos cavalos para prevenir o desgaste. Os cascos devem ser aparados a cada 6 a 8 semanas. Isso é muito importante para cavalos cujos cascos não apresentam desgaste normal.
  3. Luta contra parasitas. Os cavalos freqüentemente sofrem com a presença de helmintos. No intestino de um cavalo, as cicatrizes costumam permanecer em locais onde os vermes foram aderidos aos tecidos. Como resultado, a permeabilidade do intestino é reduzida e a qualidade da digestão dos alimentos torna-se pobre. Se os parasitas não forem eliminados a tempo, sua longa permanência no corpo do animal pode provocar sérios problemas, às vezes até cólicas fatais. Para cavalos de qualquer idade, a desparasitação sistemática é importante. É melhor verificar a programação deste procedimento com o seu veterinário.

Em uma nota. O cavalo de estimação deve ser examinado regularmente por um veterinário. Isso se aplica não apenas aos casos em que o animal está doente. A observação de um especialista a cada seis meses ajudará a rastrear os primeiros sinais da doença. O veterinário elabora calendários de vacinação e desparasitação e, se necessário, recomenda uma dieta alimentar.

Dieta

A nutrição de alta qualidade é garantia da saúde e longevidade do cavalo. É importante fornecer ao seu animal uma alimentação equilibrada e nutritiva. Os alimentos tradicionais para cavalos são:

  • alimentos verdes no verão (grama recém cortada, ligeiramente seca);
  • feno de alta qualidade;
  • safras de grãos (cevada, aveia);
  • alimentos compostos.

Raça

Representantes de diferentes raças de cavalos diferem em sua expectativa de vida:

  1. Cavalos puro-sangue. Eles podem viver por 30 anos ou mais. A sua longevidade é muitas vezes o resultado do cuidado especial demonstrado pelo proprietário em relação a esse animal de estimação.
  2. Cavalos de trabalho doméstico. Se as cargas colocadas sobre eles são moderadas, esses indivíduos são capazes de viver por 20-25 anos.
  3. Arreie raças, pôneis. Sua vida é geralmente caracterizada pela regularidade e, portanto, dura muito tempo - 30-38 anos.
  4. Cavalos esportivos. É impossível prever sua vida útil. Esses animais podem viver por 10 ou 30 anos. Tudo depende do cuidado do dono, da intensidade da atividade e do tipo de esporte. O criador é capaz de se deixar levar pelo treinamento, e o cavalo ficará gravemente doente, ferido ou morrerá por sobrecarga.

Aplicação do animal e atividade física

Um cavalo é um animal que deve estar em constante movimento. Se o dono negligenciar esse fato e deixar seu animal de estimação por muito tempo no estábulo, os músculos do cavalo podem atrofiar. Os passeios diários ao ar livre são essenciais para os cavalos, independentemente da idade. Como resultado, os músculos do animal estarão sempre em boa forma e as articulações permanecerão flexíveis. É especialmente importante que garanhões jovens flexionem as articulações e os músculos para liberar a energia acumulada. Esses animais de estimação precisam caminhar pelo menos 2 vezes ao dia.

A passividade é perigosa para o cavalo, mas a sobrecarga física não é menos perigosa. O trabalho árduo encurta a vida de um cavalo e prejudica sua saúde.

As pessoas usam cavalos em uma variedade de atividades:

  1. Esporte. A equitação é um dos esportes mais praticados. Mas também é considerado um dos mais perigosos para o cavalo e para o dono. Os cavalos esportivos vivem uma vida relativamente curta em comparação com seus “irmãos” domésticos.
  2. Trabalho de campo. Nas aldeias, os cavalos ainda são usados ​​como animais de tração para o trabalho agrícola. Se as tarefas realizadas não forem muito difíceis para o cavalo, e o dono não o sobrecarregar excessivamente, tais animais podem muito bem atingir uma velhice profunda.
  3. Polícia Montada. Em alguns estados, os cavalos são pareados com policiais. Esse trabalho está repleto de riscos, como o trabalho da própria polícia.
  4. Hipoterapia. O contato com cavalos é freqüentemente usado para restaurar o estado mental de crianças com deficiência e autistas. Esses cavalos geralmente são cuidados e não fazem o trabalho pesado.
  5. Criação de reprodução. A casta mais alta de cavalos e éguas costumava produzir descendentes.

Determinando a idade de um cavalo

Criadores e amantes de cavalos que planejam comprar um animal adulto devem ser capazes de determinar a idade do futuro animal de estimação. Este procedimento não é dos mais fáceis e às vezes requer a consulta de um especialista.

O critério mais importante para determinar a idade de um cavalo é a condição de seus dentes. Para um diagnóstico preciso, você deve conhecer as características de sua aparência e localização:

  1. Os dentes brancos de leite são gradualmente substituídos por dentes permanentes em 2,5 a 5 anos. Estes últimos apresentam uma tonalidade creme amarelada. Os dentes de indivíduos com 20 anos ou mais tornam-se gradualmente marrons.
  2. Pêlos longos e grossos no nariz e ao redor dos lábios são encontrados em cavalos e éguas com mais de 10 anos de idade.
  3. Após os 5 anos de idade, os dentes do cavalo começam a inclinar-se e a crescer em ângulo. Em indivíduos de idade avançada (a partir dos 20 anos), o ângulo de inclinação torna-se cada vez mais agudo.
  4. Em um cavalo com mais de 12 anos, a forma dos incisivos na mandíbula inferior muda - eles se tornam mais arredondados. Após 15 anos, os incisivos assumem gradativamente uma forma triangular.

Você também deve prestar atenção às características da aparência do animal:

  1. Pele rígida, ausência de dobras, músculos protuberantes, pelagem brilhante - um cavalo ou égua não tem mais de 12 anos.
  2. As juntas seladas sugerem uma lesão de cavalo ou sua idade venerável. O primeiro caso pode ser rastreado - ao caminhar, o cavalo sentirá dor.
  3. Orelhas proeminentes e lábios caídos significam que o cavalo logo atingirá a velhice.

A idade de um cavalo pelos padrões humanos

A proporção de anos humanos e cavalos é um conceito relativo e médio. Você pode calcular o número de anos do cavalo em relação aos anos humanos, referindo-se à tabela:

PessoaCavalo
12 anos1 ano
19 anos (+7 anos do ano anterior)2 anos
31 anos (+4 anos todos os anos)3, 4, 5 anos
+ 2,5 anos todos os anos5 e mais anos

É fácil calcular que a idade de um cavalo de vinte anos pelos padrões humanos será 68 anos.

Casos recordes de longevidade

O fígado longo mais famoso entre os cavalos é o Velho Bill, que viveu no século XIX. Este animal, por ser um trabalhador árduo de tração, conseguiu viver até 62 anos. O recordista do século XXI é a égua Pushinka, que morreu em 2007, aos 57 anos.

Em 1919, um pônei francês deu à luz um potro aos 42 anos e morreu 4 anos depois - aos 46. O pai do potro, de quem ela deu à luz o pônei, tinha 54 anos. Este par também não pertencia às raças puras de elite. O representante da raça pura austríaca - Duque do Tango - viveu até 42 anos.


Assista o vídeo: Como Saber a Idade do Cavalo Pelos Dentes? (Agosto 2022).