Conselho

Descrição e características da variedade de tulipa Apeldoorn, plantio e cultivo

Descrição e características da variedade de tulipa Apeldoorn, plantio e cultivo


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A tulipa é uma planta popular na primavera, muito solicitada por sua aparência vibrante combinada com seu perfume delicado. Entre a grande variedade de variedades criadas pelos criadores, Apeldoorn, pertencente aos "híbridos de Darwin" e de grandes dimensões em comparação com outras tulipas, tem uma beleza especial. Como cultivar essas flores e quais são suas vantagens em relação às outras variedades, veremos a seguir.

Descrição geral e características da variedade

A planta nasceu graças aos esforços do criador holandês Derek Lefebvre, após misturar duas variedades de tulipas - Darwin e Foster. Essas variedades são chamadas coletivamente de "híbridos de Darwin".

As flores cultivadas como resultado do experimento têm as seguintes características:

  • o diâmetro do botão é de 10 centímetros;
  • altura - 70 centímetros;
  • o botão é grande, em forma de vidro;
  • floresce na primavera - início ou meados de maio;
  • a cor é vermelho vivo ou bicolor, dependendo da variedade.

Prós e contras da tulipa Apeldoorn

As vantagens da variedade, de acordo com jardineiros de todo o mundo, incluem:

  • boa imunidade;
  • fertilidade da variedade;
  • Apeldoorn não é exigente quanto a partir;
  • resistência moderada à geada;
  • aparência;
  • aroma delicado.

Há apenas um sinal negativo - em tempo de sol, eles abrem fortemente, o que prejudica a impressão visual geral. Caso contrário, a planta é adequada para jardineiros novatos e cidadãos experientes que têm grandes terrenos à sua disposição. A tulipa terá que estar presente em todos os lugares, se encaixando harmoniosamente na paisagem circundante.

Variedades populares

A tulipa Apeldoorn tem variedades, cada uma com suas próprias características. Dos híbridos brilhantes, existem:

  • Dourado;
  • Elite;
  • Beleza de Apeldoorn;
  • Rubor.

Vamos considerar cada um deles com mais detalhes para entender como eles diferem um do outro.

Dourado

Diferenças na variedade que o diferenciam dos demais:

  1. Colorindo as pétalas.

Dourado, com uma tonalidade amarelada. Ficam lindos em grandes grupos, conferindo aos arredores um aspecto elegante e festivo.

  1. Forma de botão.

O botão apresenta círculos harmoniosos e suaves que se destacam favoravelmente contra o fundo de outras variedades.

Observação! Os tamanhos não diferem de outros representantes. O Apeldoorn dourado não tem mais de 80 centímetros de altura.

Elite

A variedade é apreciada pelos floristas por sua cor brilhante e saturada de pétalas e tamanhos grandes. Cada pétala tem um centro vermelho brilhante, que muda para amarelo próximo à borda. Ao desenhar buquês, as tulipas dessa variedade específica são usadas com mais frequência. Os botões são grandes e de formato bonito.

Beleza sobre Apeldoorn

A cor amarela escura do botão em direção ao centro é substituída por uma rica cor laranja. O formato do botão é usual, lembrando um copo, o tamanho é grande. A variedade é despretensiosa, tem boa resistência a doenças.

Rubor

É considerada uma subespécie de Golden Apeldoorn e difere apenas na cor das pétalas, que possuem uma borda vermelha nas bordas. A orla não é uniforme e parece que algum artista pegou um lápis vermelho e pintou a planta. A floração ocorre em meados de maio, início de junho. As desvantagens incluem a forte abertura dos botões no tempo ensolarado, mas alguns jardineiros acham isso bastante atraente.

Nuances de aterrissagem

Apesar do fato de que as tulipas são plantas despretensiosas, certas regras devem ser seguidas ao crescer para obter uma colheita estável:

  1. Escolha o local de pouso correto.
  2. Os bulbos a serem semeados devem ser devidamente preparados.
  3. Conheça os meandros de plantar bulbos no solo.

Se todas as ações forem realizadas corretamente, a colheita não irá decepcioná-lo, brincando no canteiro de flores com tons ricos e quentes, dando a você e aos que estão ao seu redor um clima positivo.

Seleção e preparação do local

Ao escolher um local para um canteiro de flores, guie-se pelos seguintes critérios:

  • o local não deve ser fortemente soprado pelo vento;
  • bem iluminada por todos os lados;
  • a área não deve conter irregularidades nas quais o excesso de umidade se acumule.

Observação! Com umidade excessiva do solo, os bulbos apodrecem e morrem.

A planta não tem preferências particulares em termos de solo, mas, se possível, escolha áreas com composição franco-arenosa e argilosa. Eles têm uma estrutura solta, absorvendo rapidamente a umidade.

Preparando os bulbos para o plantio

A preparação dos bulbos para o plantio é realizada da seguinte forma:

  • separamos o processo da filha do bulbo materno principal;
  • limpamos do solo e damos tempo para secar;
  • assim que o bulbo estiver seco, nós o enviamos por 30 dias para um local onde a temperatura não ultrapasse 20 cerca de;
  • depois disso, baixamos a temperatura de armazenamento para 12 cerca de... Na época do plantio, eles não se deteriorarão e darão uma boa descendência.

Como plantar uma tulipa Apeldoorn

Para o plantio no solo, é cavado um buraco de até 15 centímetros de profundidade. A distância entre os poços não deve ser inferior a 10 centímetros. Uma cebola é colocada em cada buraco, após o que são cobertas com uma camada de terra e regadas.

Se os invernos em sua área de residência forem frios, aplique uma cobertura vegetal no solo acima do canteiro de flores, proporcionando-lhe proteção adicional contra geadas.

Recursos de cuidado

A tulipa é uma planta despretensiosa e, além da rega abundante, não exige nada do jardineiro. No entanto, não exagere, ou as lâmpadas vão apodrecer. A remoção de ervas daninhas e o afrouxamento do solo resultarão em uma floração abundante e poderosa. Não há preferência particular por fertilizantes, e um canteiro de flores requer procedimentos padrão para manter a composição nutricional correta do solo.

Preparando-se para o inverno

A planta tolera bem os invernos, mas é aconselhável cobrir os rebentos com ramos de abeto e cobrir o solo com turfa. Isso ajudará a planta imatura a sobreviver a geadas severas.

Doenças e pragas

Entre as doenças às quais as tulipas são suscetíveis, estão:

  • clorose - manifesta-se pela falta de boro, zinco ou molibdênio;
  • a falta de magnésio faz com que as pontas das folhas sequem;
  • no caso em que as folhas ficam amarelas, a planta carece de ferro.

O resto da variedade é resistente a pragas, tem forte imunidade.


Assista o vídeo: Dicas e cuidados sobre as tulipas (Novembro 2022).