Conselho

Como tratar e por que ocorre diarreia em cordeiros, o que fazer e o que pode ser dado

Como tratar e por que ocorre diarreia em cordeiros, o que fazer e o que pode ser dado



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

As ovelhas freqüentemente enfrentam várias doenças que podem danificar os órgãos digestivos. Neste caso, aparecem fraqueza generalizada, diarreia e outros sintomas. Os agricultores estão especialmente preocupados se esses sinais se desenvolverem em seus filhos. Portanto, a questão de como tratar a diarreia em cordeiros é considerada muito relevante. Para lidar com esse problema, é importante obter o diagnóstico correto primeiro.

Causas de diarreia em cordeiros

Os distúrbios digestivos podem estar associados a uma variedade de fatores. Às vezes, mesmo os agricultores experientes não conseguem determinar as causas dos problemas. Em tal situação, é impossível passar sem a ajuda de um veterinário.

Disenteria anaeróbica

Este termo se refere a uma infecção tóxica aguda à qual os bebês são suscetíveis. É possível identificar a patologia pela ocorrência de diarreia, que provoca o rápido aparecimento de desidratação e enterite ulcerativa. Depois disso, o animal morre rapidamente.

A causa da patologia é considerada uma infecção por microorganismos perigosos que podem viver por meia hora a uma temperatura de +90 graus. Na maioria das vezes, os cordeiros de 1-5 dias são suscetíveis a doenças. Ao mesmo tempo, ele se espalha rapidamente pela cama, inventário e outros objetos infectados.

A falta de vacinação preventiva e alimentação inadequada das ovelhas durante a gestação levam ao desenvolvimento da doença. Além disso, o risco de doença aumenta em caso de hipotermia e condições inadequadas de detenção. A doença pode ter os seguintes tipos de correntes:

  • hiperagudo - causa morte instantânea;
  • picante - dura 3 semanas;
  • crônica - é rara e é acompanhada por cordeiros com atraso de desenvolvimento.

Enterotoxemia

A patologia é uma infecção tóxica que provoca danos ao sistema nervoso. A doença rapidamente leva à morte do cordeiro. É causada por anaeróbios formadores de esporos. Quando ingeridos, eles produzem toxinas que entram na corrente sanguínea. A doença pode se espalhar entre animais. Os patógenos freqüentemente entram no corpo a partir das pastagens. Os surtos geralmente ocorrem na primavera. A patologia tem 3 opções de desenvolvimento:

  • relâmpago rápido - a morte do cordeiro ocorre em 10-12 horas;
  • agudo - a patologia dura cerca de um dia;
  • crônica - causa fraqueza, diarréia, anemia.

Com helmintíase

Este grupo inclui muitas doenças causadas pela ingestão de vermes parasitas. Todos eles causam indigestão. As patologias mais comuns incluem:

  1. As helmintíases são causadas por danos causados ​​por vermes da classe dos vermes em forma de folha. Eles causam paramfistomatose, fascilose, dicroceliose.
  2. Cestóides - são causados ​​por vermes chamados cestóides. Eles provocam o desenvolvimento de moniesíase e cenurose.
  3. Nematóides - este grupo de patologias é provocado por lombrigas, os chamados nematóides.

Com fasciolíase

Esta doença é provocada por trematódeos parasitas. Eles causam danos aos dutos biliares do fígado. A infecção geralmente ocorre com alimentos e água. A patologia pode se desenvolver por 3-4 meses. Ao mesmo tempo, causa distúrbios nas fezes, diminuição do apetite, anemia e febre. Na ausência de terapia oportuna, existe o risco de morte do cordeiro.

Equinococose

Este termo é entendido como uma patologia crônica parasitária. É causada pelo equinococo, considerado o parasita mais perigoso. A infecção é realizada com água e grama. Além disso, o desenvolvimento da doença é possível se as regras de higiene nas fazendas forem violadas.

Opinião de um 'expert

Zarechny Maxim Valerievich

Engenheiro agrônomo com 12 anos de experiência. Nosso melhor especialista em chalés de verão.

Na maioria das vezes, os parasitas infectam os pulmões e o fígado. A patologia pode levar à morte de animais. É acompanhada por diarreia, queda de cabelo, fraqueza geral e tosse.

Diarreia colorida

Essa patologia é perigosa apenas para bebês recém-nascidos. Ocorre imediatamente após o nascimento ou após 3-5 dias. Apesar do nome, as fezes têm consistência transparente. Portanto, nem sempre é possível identificar a doença a tempo.

Além da diarreia, o bebê apresenta fraqueza severa, perda de apetite. A doença leva à desidratação. Para evitar patologias, é importante vacinar uma mulher grávida de 3 a 4 semanas antes do parto. No estágio inicial, a patologia pode ser eliminada com a ajuda de uma terapia complexa. Mesmo com uma leve suspeita do desenvolvimento da doença, recomenda-se isolar o cordeiro, proporcionar-lhe uma temperatura favorável e ventilar constantemente o ambiente.

Sintomas associados

O quadro clínico geralmente depende do diagnóstico. Nesse caso, a diarreia costuma ser acompanhada por sintomas de dispepsia, especialmente se o bebê for alimentado com mamadeira. Na maioria das vezes, a diarreia em cordeiros provoca os seguintes sintomas:

  • fraqueza geral e letargia;
  • perda de apetite;
  • perda de peso;
  • o aparecimento de impurezas com sangue nas fezes;
  • desidratação rápida.

Métodos de diagnóstico

Com a detecção oportuna, a maioria das patologias pode ser curada. Neste caso, é importante realizar o diagnóstico atempadamente. Portanto, em caso de suspeita de deterioração do estado do cordeiro, recomenda-se entrar em contato com o serviço veterinário.

Após um exame preliminar, o médico irá prescrever exames laboratoriais. Isso o ajudará a compreender as causas dos seus sintomas e a escolher um tratamento.

Tratamento para diarreia em ovelhas

Quando ocorre diarreia, o tratamento pode ser diferente - tudo depende do diagnóstico específico e da idade do animal.

Em um adulto

As medidas terapêuticas dependem do diagnóstico:

  1. Com a enterotoxemia, a terapia dá resultados apenas nos estágios iniciais. Nesse caso, a ovelha precisa ser injetada com soro hiperimune. Isso é recomendado em combinação com antibióticos. Casos complexos de patologia não se prestam à terapia.
  2. Na helmintíase, o tratamento é prescrito dependendo do parasita que provocou a doença. Quando infectado com nematóides, é prescrita ivermectina. O albendazol ajuda a lidar com fitas ou helmintos redondos. Em caso de fasciolíase é necessário administrar "Hexicol", "Acemidofeno". A dosagem deve ser ajustada pelo veterinário. Nesse caso, o animal doente deve ser isolado.

Animais jovens

Os animais jovens geralmente sofrem das mesmas patologias que os animais adultos. Portanto, a única diferença no tratamento é a dosagem dos medicamentos. Via de regra, o volume dos medicamentos é calculado em função do peso corporal.

Cordeiros

Os cordeiros freqüentemente enfrentam doenças específicas. Portanto, os métodos de tratamento são diferentes:

  1. Com disenteria anaeróbia, é recomendado injetar soro hiperimune por via intramuscular. A "sintomicina" também pode ser usada. Além disso, antibióticos ou sulfonamidas ajudam a curar a patologia.
  2. A diarreia colorida requer uma terapia complexa. Primeiro, o bebê precisa receber uma solução eletrolítica quente. Isso ajudará a sustentar seu corpo antes que os medicamentos antibacterianos comecem a fazer efeito. A solução é recomendada para ser administrada diariamente em intervalos de 6 horas. Ao mesmo tempo, são prescritos antibióticos - "Gentamicina", "Espectomicina", "Nifuraldezon". Recomenda-se inseri-los a cada 2 horas.

Se o aparecimento de diarreia em um filhote não estiver associado a uma patologia grave, é permitido o uso de remédios populares. Para isso, uma decocção de casca de carvalho ou chá forte é adequada. Você também pode usar o medicamento "Zinaprim". Para fazer isso, uma pitada da substância deve ser derramada na língua do animal. Isso deve ser feito 2 a 3 vezes.

Possíveis consequências

A diarréia em cordeiros é considerada uma condição bastante perigosa. Na ausência de assistência oportuna, provoca rapidamente a desidratação dos animais. Com o desenvolvimento de doenças graves, a probabilidade de morte do cordeiro é alta.

Profilaxia

Para evitar diarréia em filhotes, é importante alimentar e manter cordeiras gestantes de maneira adequada. O cumprimento das regras de higiene do parto não é de pouca importância. Você também precisa seguir estritamente as recomendações para a criação de animais jovens.

Antes do parto, as ovelhas devem receber ração concentrada. Eles também precisam de vitaminas e minerais. Antes do parto, o quarto deve ser limpo e desinfetado. Recomenda-se higienizar o úbere antes do parto.

A diarreia em cordeiros pode ser o resultado de uma variedade de patologias. Existem muitas condições perigosas que podem provocar a morte de jovens. Para evitar isso, é importante dar atenção especial à prevenção. Se aparecerem sintomas de diarréia, um veterinário deve ser consultado.


Assista o vídeo: RIC Rural fala como tratar da diarréia no rebanho (Agosto 2022).