Conselho

Descrição das doenças da cereja, o que fazer para tratamento e medidas para combatê-las

Descrição das doenças da cereja, o que fazer para tratamento e medidas para combatê-las


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Hoje, em quase todos os jardins dos jardineiros russos, você pode encontrar plantações de cerejas. A versatilidade dos frutos desta árvore a torna insubstituível, uma vez que as bagas podem ser consumidas frescas, utilizadas como matéria-prima para a confecção de compotas, compotas e sobremesas. Ao mesmo tempo, todos os esforços podem ser anulados com a doença da cereja, por isso é importante saber sobre os primeiros sinais de infecção da planta.

Por que as cerejas estão doentes

A árvore frutífera pode ficar enfraquecida devido à doença, a capacidade de frutificar é significativamente reduzida e, se não for tratada, a planta pode morrer. Podem haver muitas razões para o aparecimento de problemas fitossanitários, mas todas estão associadas à variedade errada, cuidado ou negligência de medidas preventivas.

Condições climáticas inadequadas

A chave para o crescimento adequado das variedades de cereja e cereja é a seleção correta da variedade. Para regiões de clima frio, vale a pena escolher apenas variedades resistentes ao inverno para o plantio, caso contrário não se deve contar com a taxa de sobrevivência da planta e um bom retorno na colheita. Ao escolher, você deve prestar atenção às seguintes características da cultura:

  • capacidade de resistir a baixas temperaturas;
  • resistência ao estresse para retornar o gelo;
  • atitude em relação ao excesso de umidade ou precipitação excessiva;
  • propriedade de autofecundidade;
  • resistência a doenças.

Vale a pena dar preferência às variedades zoneadas, pois são adaptadas para o cultivo em áreas específicas. Na região de Moscou, bons indicadores de crescimento e frutificação são observados nas seguintes variedades de cereja - Bulatnikovskaya, Shokoladnitsa, Antratsitovaya.

Cuidado impróprio

Para um bom crescimento e rendimento de uma plantação de jardim, é importante seguir as regras de cuidado. A umidade excessiva e a falta de poda oportuna aumentam o risco de doenças. Os mesmos problemas são causados ​​por alimentação inadequada e aplicação excessiva de fertilizantes ao solo.

As cerejas devem ser plantadas em uma área bem iluminada e com bastante luz. Mesmo um leve sombreamento pode afetar o crescimento da planta. As árvores podem ser plantadas na primavera e no outono, é importante seguir o esquema de plantio recomendado para uma determinada variedade.

A distância insuficiente entre duas árvores causará espessamento e má ventilação, resultando em um aumento significativo do risco de doenças.

Bairro desfavorável com portadores de infecções

Ao plantar cerejas em uma parcela, é importante levar em consideração sua compatibilidade com outras árvores frutíferas e arbustos, uma vez que uma vizinhança "disfuncional" aumenta significativamente o risco de doenças. Tomates e pimentões são considerados colheitas perigosas para ela, pois têm inimigos comuns. Não coloque plantações de cerejeiras ao lado de bétulas, carvalhos e bordos.

Classificação de doenças

Todas as descrições existentes de doenças da cereja podem ser atribuídas a uma das três categorias - fúngica, bacteriana, viral. Cada um deles é caracterizado por determinados sintomas que podem ser facilmente identificados pelo aparecimento dos bagos, placas foliares e rebentos. Alguns deles podem levar à perda de folhas e à morte da árvore.

Fúngica

A derrota das plantas por uma doença fúngica pode destruir de 50 a 60% da safra. Sua classificação é bastante extensa, na maioria das vezes as cerejeiras estão expostas a crostas, coccomicose e ferrugem. A anomalia pode afetar o fruto e afetar o aspecto das placas foliares, em alguns casos, as camadas de madeira racham. Os esporos de fungos sobrevivem ao inverno em folhas caídas e frutos mumificados. Nesse sentido, as medidas preventivas envolvem queimá-los e borrifar a planta com preparações especiais.

Bacteriana

As doenças bacterianas se desenvolvem quando as cerejas são infectadas com microrganismos unicelulares por meio de danos aos brotos e à massa verde. As plantas infectadas costumam ser cobertas por uma camada branca, apodrecimento ou efeito de queimadura. Alguns tipos de bactérias são capazes de tolerar com calma temperaturas de até +25 C e sobreviver a temperaturas abaixo de zero.

Eles podem ser transportados por precipitação natural, vento, pessoas e ferramentas de jardim. As bactérias costumam ser companheiras de pulgões e carrapatos. A principal ferramenta para prevenir doenças é o cumprimento das regras de cultivo e a aplicação oportuna de inseticidas para o controle de pragas.

Viral

As doenças virais estão associadas à infecção de plantas por microrganismos sem estrutura celular, que se propagam por pragas sugadoras. Quando os vírus entram nos tecidos da cereja, eles começam a parasitar, o que leva ao enfraquecimento dos brotos, inibição do desenvolvimento e diminuição da produção.

O risco de infecção crescente por doenças virais aumenta durante os desastres naturais, como resultado dos danos que aparecem na cereja, e ela começa a secar.

Doenças comuns e métodos para lidar com elas

Hoje há um grande número de doenças da cereja, mas cada uma pode ser identificada por alterações externas na cerejeira. A lista de ações necessárias depende da natureza e da causa da infecção.

Coccomicose

O fungo infecta as folhas, nas quais se formam pontos avermelhados em sua superfície. Com o tempo, eles começam a se espalhar e ocupar toda a área, acabando por se fundir. Com um nível significativo de umidade, uma flor rosa pode ser observada no verso da folha. As áreas afetadas morrem e caem, as folhas se rompem e traços de feridas laceradas aparecem nelas.

A consequência da coccomicose é a diminuição da produtividade e, na falta de medidas, a morte da planta. Para o tratamento, utiliza-se a pulverização com solução de Bordeaux a 4% e a remoção mecânica das lesões. Existem variedades de cerejas que são resistentes a doenças fúngicas - Shokoladnitsa, Minx, Novella.

Moniliose

As doenças de natureza fúngica são frequentemente chamadas de podridão cinzenta ou queimadura monilial. A infecção ocorre por danos à camada de casca e se desenvolve no momento da formação das inflorescências. Pústulas esbranquiçadas aparecem nos pecíolos e na superfície inferior das placas foliares. Com o tempo, aparecem manchas marrons, espalhando-se por toda a superfície das folhas. Os frutos são cobertos por almofadas amarelas e começa a cair em massa.

O tratamento consiste em retirar frutos danificados, rebentos e queimá-los. A pulverização com fungicidas é realizada, em alguns casos, a repetição repetida será necessária. É possível escolher uma das seguintes variedades - "Azocene", "Topsin", "Horus".

Doença de Clasterosporium

É muito difícil livrar-se do clasterosporium das cerejas, pois o fungo afeta todas as partes da planta. Nas folhas aparecem manchas de cor marrom com borda avermelhada. As lesões caem, formando lacunas, por isso a doença costuma ser chamada de mancha perfurada.

A árvore fica coberta de manchas, no local de formação das quais a goma é liberada. Os botões adquirem um brilho brilhante e ficam pretos. O combate ao fungo envolve poda e queima das áreas afetadas. Pulverizar 3% de líquido Bordeaux, destruir as folhas e frutos caídos ajudará a salvar as cerejas.

Antracnose

A doença pertence a um tipo de fungo. Nos frutos aparecem pontos pálidos que, se expandindo, assumem a forma de protuberâncias rosadas. Com umidade insuficiente, as cerejas secam, tornam-se pretas e começam a cair. Para o tratamento, é realizada a pulverização com fungicidas, por exemplo, "Poliram". O primeiro tratamento é feito antes e depois da floração, o segundo é repetido após 15 dias.

Ferrugem

Com esta doença, as folhas de cerejeira são afetadas, aparecem manchas amarelas. Com o tempo, eles aumentam de tamanho, a área afetada incha e adquire uma camada de pó escuro. As folhas começam a enrolar e a planta enfraquece, a resistência à geada ou a qualidade da frutificação podem diminuir. Se você não agir em tempo hábil, a cereja começa a secar. Para combater a infecção, é feita a pulverização com o líquido Bordeaux e os resíduos vegetais são queimados em tempo hábil.

Sarna

A doença de origem fúngica afeta as folhas e os frutos das cerejas, nas quais aparecem manchas pretas aveludadas. A área danificada é delimitada por uma faixa amarela. A princípio, a anomalia aparece nas folhas, mas com o tempo, formações escuras se espalham para os frutos, que começam a rachar e seu desenvolvimento cessa. Para combater a sarna, use uma solução de Bordeaux a 1%, borrifando a cereja antes da floração, depois e um mês antes da colheita.

Gommoz

Um sinal característico da gengiva é o aparecimento de secreção gengival. Uma causa comum de formações resinosas é o dano aos brotos, a queimadura solar da planta ou sua incapacidade de tolerar geadas. Em alguns casos, a infecção por microorganismos fúngicos leva à doença.

O tratamento consiste na retirada das partes danificadas da planta, que são queimadas. Os locais dos cortes são cobertos com verniz de jardim, previamente tratados com uma solução de sulfato de cobre a 1%. Uma boa medida preventiva é a caiação fora de época dos troncos de cereja.

Medidas preventivas

Mesmo as variedades de cerejas mais resistentes a doenças não serão capazes de resistir sem manutenção preventiva, se as regras de cuidado e cultivo forem violadas e a infecção acontecerá mais cedo ou mais tarde. Na presença de danos mecânicos, lesões por geada ou queimaduras solares, o risco de surgirem problemas às vezes aumenta, portanto, a influência de tais fatores deve ser excluída. Os roedores costumam ser a causa das doenças das árvores frutíferas, que danificam o sistema radicular das cerejas e levam ao seu enfraquecimento, portanto, sua presença na horta deve ser monitorada.

As medidas preventivas incluem:

  • poda oportuna, eliminação de galhos velhos, danificados e podres;
  • tratamento de feridas e fissuras com piche;
  • proteção contra pragas e roedores;
  • caiação de troncos na primavera.

A fertilização ajudará a fortalecer a imunidade da cereja. Sem falta, esse trabalho é realizado no outono, calculando a taxa de consumo de acordo com as recomendações do fabricante. 1 m2 trazer para o solo:

  • estrume - 5 kg;
  • solução de cloreto de potássio - 150 g por 10 litros de água;
  • solução de superfosfato - 300 g por 10 litros de água.

Para prevenir a ocorrência de doenças, as árvores são pulverizadas com fungicidas. As obras são realizadas três vezes ao ano. O primeiro procedimento é feito antes da abertura dos botões, o segundo após a floração, o terceiro no final da temporada de jardinagem um mês antes da colheita dos frutos.


Assista o vídeo: Enxertia de garfo Árvores de Fruto Ginjeira (Pode 2022).